Dicas - Aprenda como cantar bem Featured

Cantar é uma arte. Algumas pessoas já nascem sabendo como cantar bem, mas isso não significa que elas sejam as únicas que podem soltar a voz.

Uma aula de canto online pode tanto corrigir as falhas de pessoas desafinadas como pode aprimorar a técnica daqueles que já sabem cantar. Nesse artigo daremos algumas dicas para você utilizar sua voz com mais segurança e como praticar o canto de maneira simples.

Veremos a seguir 10 passos para cantar bem. O primeiro passo é:

1) Aprenda a encontrar sua extensão vocal

Antes de tudo, é importante saber em qual altura que você se sente mais confortável para cantar. Uma altura difícil e inadequada pode fazer sua voz perder força e potência, além de prejudicar seu timbre e estressar suas cordas vocais.

Mas o que define a sua classificação vocal? O principal fator é tamanho e o formato da sua laringe. Calma, você não precisa pegar uma régua para descobrir sua extensão vocal. Basta fazer um teste simples, pois existe uma classificação básica para a voz masculina e para a voz feminina.

Na voz masculina temos o tenor, o barítono e o baixo. Na voz feminina, temos contralto, mezzo soprano e soprano. Para entender o que significam esses nomes, é importante você conhecer o conceito de oitava. Quando dissermos aqui, por exemplo, Dó 3, Dó 4, Dó 5, entre outros, o número à direita da nota indica qual oitava estamos falando. O Dó 4 está uma oitava acima do Dó 3 e uma oitava abaixo do Dó 5. Para você se localizar, saiba que o Dó 2 é aquele localizado na 5ª corda, 3ª casa do violão. Não se preocupe se essa terminologia está complicada agora, pois em nosso curso de canto nós explicamos isso com exemplos práticos.

Para ver a localização certa dessas oitavas no piano, veja as figuras desse artigo: como ler partitura. Obs: não é preciso saber tudo sobre partitura para aprender a cantar, fique tranquilo(a)!

Então vamos lá, o tenor é aquele que se sente mais confortável ao cantar as oitavas compreendidas entre o Dó 2 e o Dó 4.

O barítono se localiza entre o Lá 1 e o Lá 3 (obs: a 5ª corda solta do violão é o Lá 1).

O baixo se localiza entre o Fá 1 e o Fá 3 (o Fá 1 corresponde à 6ª corda, 1ª casa do violão).

Se você é homem, faça esse teste junto com seu instrumento para ver quais dessas oitavas você alcança e em quais delas você se sente mais confortável para cantar. Assim você vai descobrir se é tenor, barítono ou baixo.

Se você é mulher, faça o mesmo teste considerando as seguintes oitavas:

Soprano: Dó 3 – Dó 5.

Mezzo soprano: Lá 2 – Lá 4.

Contralto: Fá 2 – Fá 4.

Existem ainda outras categorias, mas essas que mostramos são as mais comuns. Vamos continuar então o passo-a-passo para aprender a cantar bem:

2) Veja como cantar bem no seu estilo de música preferido

Agora que você já sabe em qual altura você consegue cantar, escolha um estilo que você gosta para praticar. Existem muitos detalhes e “firulas” típicos de cada estilo musical, por isso é interessante você observar como os cantores exploram as técnicas vocais no seu estilo, com o objetivo de treinar e aprimorar essas técnicas depois.

O terceiro passo é fundamental antes de começar os exercícios:

3) Aprenda a aquecer sua voz

É importante fazer um aquecimento vocal antes de iniciar sua performance. Cante primeiro as notas que estão no meio da sua extensão vocal, depois vá para as notas mais baixas da sua extensão e depois volte para o meio. Faça o mesmo com as notas mais agudas, tudo com o auxílio de um instrumento musical.

Pratique por pelo menos uns 10 minutos em cada região de notas e não force sua voz caso não consiga alcançar uma determinada nota. Apenas relaxe e tente novamente. Não se preocupe, mesmo que esses exercícios pareçam “perda de tempo”, você está já aprendendo a cantar fazendo eles, pois eles fazem parte do processo de evolução da sua voz. Depois disso, você estará pronto(a) para praticar os exercícios:

4) Pratique vocalizes

Fazer vocalizes é cantar diversas notas em sequência (dó, ré, mi – por exemplo) utilizando algum fonema específico, como: má, mú, pá, pó, lá, ou simplesmente alguma vogal aberta: a, e, i, etc. Você escolhe o fonema e fica cantando as notas junto com algum instrumento. Vocalizes são fundamentais para praticar a afinação (cantar afinado é o mais importante de tudo, então dê uma atenção especial nesse ponto).

Isso é ótimo para treinar e aprender a ter precisão vocal. Faça isso utilizando escalas musicais, como escala maior, escala pentatônica, etc. Isso também vai ajudar você futuramente na improvisação. Mas não se preocupe tanto com a teoria nesse momento, foque mais na prática do canto por enquanto. A teoria vai ser importante no futuro quando você estiver estudando assuntos mais avançados.

5) Treine a velocidade no canto

Faça exercícios de vocalize praticando também a agilidade com que você consegue ir de uma nota para outra com precisão. Comece lentamente, indo e voltando e aumente gradativamente a velocidade. Isso vai dar mais flexibilidade para sua voz. Para os iniciantes isso pode ser um pouco difícil no início, mas aos poucos você vai conseguir executar.

Dentro do treino de velocidade você também pode trabalhar o ritmo. Observe a velocidade com que o cantor executa cada frase e tente imitar.

6) Aprenda a trabalhar a dinâmica vocal

A dinâmica pode dar vida às suas interpretações. Escolha um tom confortável e comece crescendo a voz para um volume maior. Depois decresça para uma voz mais suave, menos intensa.

7) Pronuncie corretamente as vogais no canto

Uma boa dicção é fundamental para um canto bonito. Pratique bastante as vogais sustentando também alguns trechos de músicas conhecidas com vogais abertas, por exemplo: “Am[aaaaai]zing Gr[aaaaaai]ce”. Em nosso curso descomplicado nós ensinamos uma série de exercícios para treinar a dicção.

8) Acompanhe as dicas de postura para cantar bem

Uma aula de canto também é uma aula de postura! Procure ficar ereto, de pé, com um pé um pouco mais a frente do outro, mas alinhado com seus ombros. Isso vai permitir uma respiração mais fácil. Se estiver sentado, a mesma regra se aplica a esse cenário. Mantenha os dois pés no chão, sem cruzar as pernas. O corpo alinhado permite maior controle e sustentação do canto sem tensão. Esse detalhe é simples, mas o aprendizado de postura já faz um iniciante no canto se portar como um profissional.

9) Tenha uma boa alimentação

As frutas, principalmente as cítricas, podem ajudar bastante na melhoria da voz, pois possuem ação adstringente, limpando e afinando a saliva da laringe. A maçã, mais especificamente, ajuda a evitar também o pigarro (irritação na garganta) que machuca as cordas vocais.

Não esqueça, é claro, de beber bastante água em temperatura ambiente, pois isso é fundamental para a lubrificação das cordas vocais, o que também facilita a chegada ao seu tom de voz mais agradável.

10) Grave uma música cantando

Para analisar melhor sua voz como um todo, grave você cantando e ouça depois com muita atenção. Procure encontrar erros de afinação, dinâmica, etc. Analise bem sua voz e tente corrigir os defeitos fazendo os exercícios que sugerimos aqui. Depois grave novamente e veja se melhorou. Tente aumentar o nível de dificuldade das músicas gradativamente, aprendendo a cantar cada parte da música separadamente.

11) Aprenda como cantar vendo os erros mais comuns:

É fundamental que você saiba o que não deve fazer. Muitos erros às vezes passam despercebidos, então precisamos identificá-los e corrigi-los. Confira na aula abaixo os erros mais comuns de quem está começando a aprender a cantar. Essa é uma aula demonstrativa do nosso curso:

 

Fonte: Descomplicando a música

 Rádio Cidade1 ao vivo

 

 

Rate this item
(0 votes)
Última modificação em Quarta, 08 Abril 2020 19:12

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.